RONALDOEVANGELISTA


Señor Silver



Horace Silver (ou Horácio Silva, como o chamava Moacir Santos) já teria seu lugar garantido no coração de qualquer um que ouvisse as gravações que fez em 1955 com Art Blakey - que nos deu "Doodlin'" e inventou não só os Jazz Messengers como todo o Hard Bop. Mas fez mais: um ano depois, já largado os Jazz Messengers e Art Blakey e com nova banda afiada na mão, compôs e gravou "Señor Blues", amostra ao vivo em Newport no vídeo acima.

Talvez por sua ascendência e influências portuguesas (realmente se chamava Silva - Martin Tavares Silva), puxadas pro afro caboverdeano, sempre teve um groove a mais que qualquer contemporâneo. Como um Duke Ellington endemoniado por um Thelonious Monk, conseguia levantar o groove mais perfeito com os arranjos mais criativos e passeando pelas notas do piano como se zombasse delas.

Ahmad Jamal, Ramsey Lewis, Joe Zawinul, todo o soul-jazz, Art Ensemble of Chicago, Moacir Santos - estamos em 1959 e está tudo aí. Em "Señor Blues", toda a levada afro e o tema e solos dos sopros já são impressionantes, mas o solo de piano que começa ali pelos três minutos e vai até os nove é inacreditável. (Pela segunda metade o vídeo começa a sair de sinc e não dá pra acompanhar direito as mãos no piano, mas vale pelo que dá.)

Marcadores: , ,

1 Responses to “Señor Silver”

  1. # Anonymous Alexandra O'Nite

    Gosto tanto da versão da Anita O'Day. <3 Do "Señor Blues".  

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Busca


[All your base are belong to us]

Evangelista Jornalista
Investigações Artísticas

*Anos Vinte







@evansoundsystem



Feed!



© 2001-2010 Ronaldo Evangelista