RONALDOEVANGELISTA


Bullitt, Lalo Schifrin



Bullitt é um filme exemplar por vários motivos. O epítome do cool que é Steve McQueen, a cinematografia estilosa e realista, as longas cenas com diálogos expressos apenas com o olhar, São Francisco como cenário, o som do motor do Mustang dirigido pelo próprio McQueen na mais famosa sequência de perseguição de carros do cinema, a trilha sonora. Especialmente a trilha sonora. Lembro que quando fui pra Londres alguns anos atrás, viagem em que trouxe alguns dos mais queridos discos na bagagem, o único que realmente pensei "não volto sem esse" foi exatamente o LP que trazia a trilha original, do grande Lalo Schifrin em seu melhor momento.

Quer dizer, trilha original mais ou menos. Quando Lalo fez a trilha para o diretor Peter Yates, ele entrou em um estúdio pra própria Warner, produtora do filme, e gravou as faixas como o que eram: temas instrumentais cheios de climas e dinâmicas guiadas por imagens e com durações entre cinquenta segundos e quatro minutos, de acordo com a cena em que seriam usadas. Três meses depois, dezembro de 68, Lalo juntou Bud Shank na flauta, Ray Brown no baixo, Howard Roberts na guitarra, Carol Kaye no baixo, Larry Bunker na bateria, mais uma galera, sopros, cordas, levou todo mundo pro estúdio e regravou os melhores temas da trilha, um pouco mais lapidados e arranjados para soarem como um disco light de jazz. Light, mas ilha deserta: disco top de lista, olhado pela discografia de Lalo Schifrin, de trilhas sonoras, de discos dos anos 60, de LPs de jazz.

Agora, 41 anos depois, o selo/publicação Film Score Monthly pegou os tapes originais das 18 faixas da trilha, do score, e relançou em um CD com as 12 já lançadas, da segunda gravação; mais uma demo da faixa-título - tema perfeito e leitmotif genial que surge aqui e ali e paira por todos os momentos da trilha. Algo como se alguém recuperasse e lançasse uma versão demo, mais crua e direta, mais longa e intensa de Miles Davis em 1959, dos Beatles em 1969, do Herbie Hancock em 1979. Se achou exagero é porque não ouviu. Demorou, pode começar com uma das cenas mais sedutoras e naturalistas do filme, com o olhar do Steve McQueen fazendo a trilha pros músicos tocarem, no play, abaixo:

Marcadores: , ,

0 Responses to “Bullitt, Lalo Schifrin”

Postar um comentário

Links to this post

Criar um link

Busca


[All your base are belong to us]

Evangelista Jornalista
Investigações Artísticas

*Anos Vinte







@evansoundsystem



Feed!



© 2001-2010 Ronaldo Evangelista